Naqueles dias, Jesus foi à montanha para rezar. E passou a noite toda em oração a Deus. Ao amanhecer, chamou seus discípulos e escolheu doze dentre eles, aos quais deu o nome de apóstolos. (Lc 6,12-13)

Ser discipulo de Jesus, significa caminhar em seu seguimento e se dispor a aprender com sua palavra e com seu comportamento. No Evangelho da liturgia de hoje, temos como cenário Jesus na montanha em oração e a escolha dos apóstolos. podíamos levar em conta somente a disposição de Jesus para a oração, antes de fazer suas escolhas. Ele não analisa o currículo dos seus escolhido, mas os tira do coração de Deus através da oração. Vejamos bem o momento em que Jesus se põe em oração: ele passou a noite em oração. não se trata da noite em si, mas da noite enquanto período de escuridão. noite onde o cansaço se acentua, onde a produtividade laboral diminui, noite da dúvida, onde os medos dos fantasma da vida se acentuam. a “noite” não é a hora apropriada para fazer nossas escolhas, para tomar decisões importante. Jesus ora até o amanhecer, até a luz absorver as escuridão e ele ter clareza da vontade de Deus. Em nossas noites a única escolha que devemos fazer e escolher a oração, refugiar-se em Deus numa profunda intimidade com ele, até que tenhamos o amanhecer de sua vontade em nossa vida.

 

Bom dia, Deus te abençoe!

 

Vitório Evangelista Chaves.