DSC00956

‘(…) me amou e se entregou por mim’. (Gálatas 2,20).

O apóstolo Paulo declara que Cristo “me amou” e se entregou “por mim”,

tamanha foi a convicção de que Jesus passou pela paixão, morte e ressurreição

por ele de maneira pessoal, que podemos considerar Paulo o apóstolo do amor.

É importante aprendermos da Sagrada Escritura e do exemplo do apóstolo, a nos

relacionarmos pessoalmente com o amor de Deus.

De acordo com o modelo de Paulo, já não basta sabermos que Deus nos ama;

se faz necessário experimentarmos como Deus ama. Ele ama a todos os seus filhos,

disso o próprio apóstolo tinha consciência e é uma verdade inegável. Mas afirmar que

Deus ama a todos, sem assimilar tal amor de maneira pessoal, é muito genérico e

corre-se o risco de cair numa situação abstrata do amor, como se fosse possível

considerar o Amor de Deus como algo abstrato. O Amor do Pai do Céu se manifestou

concretamente no ato da entrega de Jesus na cruz do Calvário. É possível

experimentar concretamente a Deus, desde que se busque experimentá-lo por meio

da fé, que se manifesta no coração de cada filho e filha que se abre a Ele.

É preciso assumir que o Amor de Deus é pessoal, que Deus ama você e por

você Cristo deu a vida, pois só assim é possível experimentar a transformação que o

Amor Divino realiza em cada ser humano. Deus, embora cuide de todos os seus

filhos, Ele cuida de você com um carinho único e profundo, Ele olha para todo o seu

povo, mas enxerga cada um pessoalmente.

Meu irmão e minha irmã, a única coisa que Deus não pode fazer é deixar de

amar você de maneira incondicional! Faça agora uma pequena oração assumindo

pessoalmente o amor do Pai do Céu:

Pai de amor, Deus de infinita bondade, eu reconheço sua presença no meu

coração. Eu creio, mas aumentai a minha fé! Creio que tu és o verdadeiro Amor e que

jamais me abandona; eu me entrego a ti neste momento, e lhe peço em nome do

Senhor e Salvador Jesus, encha meu coração de amor. Realiza em minha vida uma

obra de cura e libertação pelo poder do teu Santo Espírito e conceda-me a sua paz.

Deus é o meu Pai e me ama do jeito que eu sou; obrigado Pai do céu por entregar seu

próprio Filho por mim, obrigado do Senhor Jesus por me abraçar e me acolher.

Glórias a ti Senhor Jesus Cristo. Amém.

Emerson Alves