Ouça Agora:
Radio Gospa Mira 105.7 fm

Você sente-se exausto, ou já se sentiu assim?

A liturgia do 14° Domingo do Tempo Comum, vem apresentar a solução para um dos maiores dramas latentes na sociedade atual, que é o esgotamento, a exaustão. Vamos percorrer a leitura do Evangelho de Mateus 11, 25-30 e refletir o que o Senhor hoje (09/07) nos fala.

O versículo que irá inspirar nossa reflexão é o (28): “Vinde a mim, todos vós, que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso”. Se olharmos no grego, o termo cansado utilizado em nossa tradução, é apresentado como esgotado. E isso seja por um árduo trabalho e esforço físico ou por conta de profundo aborrecimento psíquico e emocional.

Se olharmos para nós mesmos, para as pessoas que nos circundam, não será difícil encontrar pessoas que estejam nestas condições. Não se trata de um simples cansaço, e sim de um quadro que exige um repouso, uma reconstrução interior em caráter de urgência.

No ambiente profissional torna-se comum diagnósticos da síndrome de Burnout, também chamada de síndrome do esgotamento. Mas, vimos também no seio de muitas famílias, pais, mães, jovens e até crianças na mesma situação. No ambiente eclesial ouvimos dizer de diversos casos de exaustão extrema, estresse em excesso causando depressão ou motivando atentados contra a própria vida. Infelizmente é possível perceber que este problema está numa crescente no meio do clero de nossa Igreja, ou de muitos leigos com engajamento missionário.

Nos versículos que precedem a leitura do Evangelho de hoje, (cf. Mt 11,20-24), Mateus mostra-nos como Jesus censura as pessoas de três cidades: Corozaim, Betsaida e Cafarnaum, pois, nelas o Senhor realizou grande número de milagres, mas, ainda assim, eram impenitentes, não se voltavam para Deus por meio do arrependimento.

E, por qual razão o evangelista coloca os temas em sequência? É que o Espírito Santo em sua ação pedagógica quer nos educar na compreensão de que, a causa de fundo da exaustão e do profundo esgotamento é precisamente o nosso pecado. O afastamento de Deus. A resistência em se render a Pessoa de Jesus, de repousar nele. A dificuldade no homem moderno que cheio de si, e sempre cheio de coisas que julga que tem resolver rapidamente, o faz não ter tempo para se abrir a ação restauradora no encontro com Jesus Cristo.

Quando o coração humano se deixa tomar pelo afastamento de Deus, ainda que sob justificativas de que sua ocupação são com as coisas do “reino”, sem saborear o descanso, sem buscar o repouso em Jesus, é inevitável a exaustão. Em Cristo, se cumpre a promessa contida no livro do Êxodo: “Minha face irá contigo e pessoalmente te darei descanso” (cf. Ex, 33,14).

Não há outra saída irmãos! Desde o Éden, a humanidade, quando se afasta de Deus consequentemente se sobrecarrega com seu fardo pesado. Quando Jesus proclama: “Vinde a mim…” É o Senhor convidando à todos, desde Adão, o convite se dirige a toda humanidade que entrou em desordem por conta do pecado. Jesus em Pessoa, vem revelar a face de Deus, para Nele, sermos reordenados e enfim, descansarmos.

Quantos de nós são tentados à abandonar de vez a vocação: matrimonial, presbiteral, profissional, ou considerar que somente respirar novos ares, trará a solução. Não faltam pessoas que trocam seus parceiros conjugais, que mudam de cidades, deixam o exercício sacerdotal, procuram outros ambientes profissionais, mas ainda assim, se veem em pouco tempo, extasiados e frustrados. E isto se deve à não descoberta de que é Jesus Cristo o descanso de todos os homens. Não é que não se possa haver mudanças, por exemplo, na vida profissional, e sim ao fato, de que, se não houver o encontro com Deus, pode essa medida revelar-se como um paliativo, não como solução.

Somos chamados a pautar o ritmo de nossas vidas pela Palavra de Jesus. Se quisermos superar os perigos da exaustão, precisamos centralizar a Pessoa de Jesus em nós. É Ele quem disse que o Filho do Homem não tem aonde reclinar a cabeça e repousar, e quer fazer isto em nossos corações. Que possamos também nós, descobrir que a prevenção e o remédio contra todo esgotamento reside no coração de Jesus.

Oração:

Senhor Jesus Cristo, obrigado por me chamar para junto de ti. Como é bom te contemplar agora diante de mim, chamando-me para descansar em ti.

Obrigado Jesus, pois, com vosso amor me dás acesso ao teu Sagrado Coração. Quero colocar todo meu ser, minha condição de pecado no fogo do amor que emana de vosso coração e ser plenamente restaurado em todas as minhas forças.

Tu és Jesus o novo paraíso, ao qual hoje quero repousar, me entrego totalmente a vós e quero contemplar vossa face e nela, e por ela alcançar o repouso integral.

Texto: Emerson Alves

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Leia Mais

Caminho Vocacional

Se você sente o chamado a servir a Deus  dentro do nosso carisma, e quiser iniciar uma caminhada vocacional, fale conosco!

Contatos

Newsletter

Seja o primeiro a receber

nossas novidades!
© Copyright Comunidade Reviver. Feito com  por