Ouça Agora:
Radio Gospa Mira 105.7 fm

Vamos procurar alimento na manjedoura Eucarística

A presente reflexão se inspira na liturgia da Palavra da missa da noite de Natal, 24/12. O texto que irá nos orientar está no evangelista Lucas 2, 1-14. A principal necessidade que temos, diante desse trecho bíblico, é da sensibilidade para nos deixar tocar pela simplicidade e a forma que o Emanuel vem ao nosso encontro.

Se tivéssemos celebrando o nascimento de qualquer outra criança, seria motivo de festas. Os pais, sobretudo quando nasce uma criança, se veem tomados de alegria e esperança. Cada criança que nasce na face da terra é chamada em hebraico no termo ‘Emanu’, que significa, uma pessoa junto a nós, como nós mesmos, de certo modo um irmão(ã) que ganhamos diante de Deus Pai. Porém, ao ouvirmos o anjo nos dizer: “Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo: hoje vos nasceu na Cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor. Isto vos servirá de sinal: achareis um recém-nascido envolto em faixas e posto numa manjedoura” (10-12). Temos que nos deixar envolver pela graça do Espírito Santo e reconhecer o que está contido nessas palavras. Não é anunciado o nascimento de uma pessoa como nós, não é mais um ‘Emanu’, e sim o ‘Emanuel’, o termo ‘el’ quer dizer: Deus forte e poderoso, aquele que pode todas as coisas. É por isso que somos convidados a nos rejubilarmos, pois o menino que nasceu na cidade de Davi tem a soberania em seus ombros, Ele é o verdadeiro Príncipe da Paz.

Diante de nós, na manjedoura, está Deus, que veio nos salvar, que pode mudar todas as realidades em nossas vidas. Para educar nossa sensibilidade, podemos retomar a profecia de Isaías que diz: “O boi conhece o seu possuidor, e o jumento, o estábulo do seu dono; mas Israel não conhece nada, e meu povo não tem entendimento (Is 1,3). Estábulo, cocho e comedouro são sinônimos da palavra manjedoura. Jesus, Deus que veio nos salvar, foi colocado no lugar onde os animais encontravam alimentos. E assim, compreendemos, por meio dessa profecia, que até os animais sabem onde procurar saciedade e nós, Israel de Deus, os escolhidos do Senhor, muitas vezes não entendemos que o nosso preenchimento, nosso alimento, está na manjedoura. Jesus Cristo, o pão vivo descido do Céu está à nossa espera para nos alimentar e salvar.

A profecia se realiza em Jesus que diz: “Este é o pão que desceu do céu. Não como o maná que vossos pais comeram e morreram. Quem come deste pão viverá eternamente”(Jo 6,58). No Natal não podemos esquecer que nos é dado o único alimento capaz de saciar a humanidade. Infelizmente, muitas vezes tem até mesmo cristãos católicos que já caminham na busca pelo Senhor, mas que ainda ficam focados na ceia e na reunião de família, nas trocas de presentes; não que isso seja errado, mas, se não formos sensíveis o suficiente para procurar comer a carne e o sangue de Jesus Cristo, o pão vivo, nascido na manjedoura, estaremos perdendo a alegria que tanto nossa alma anseia.

A Comunidade Católica Reviver, deseja a você e sua família um Santo e feliz Natal. Que busquemos, todos nós, na manjedoura do altar, o alimento que hoje Deus nos oferece!

Texto: Emerson Alves

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Leia Mais

Caminho Vocacional

Se você sente o chamado a servir a Deus  dentro do nosso carisma, e quiser iniciar uma caminhada vocacional, fale conosco!

Contatos

Newsletter

Seja o primeiro a receber

nossas novidades!
© Copyright Comunidade Reviver. Feito com  por